Articles

Como processar uma oficina mecânica (5 Razões)

Existem várias razões pelas quais você pode querer considerar processar um mecânico. Se o mecânico não consertou o problema que você pagou ou o problema piorou, encontrar-se nesta situação é frustrante.

Neste artigo, você aprenderá como processar uma oficina mecânica, bem como cinco razões pelas quais você deve.

Como processar uma oficina mecânica (5 Razões)

Todos nós já ouvimos as histórias de horror: alguém traz seu veículo para a oficina para reparos apenas para pegá-lo e perceber que o problema é pior. Uma simples troca de pneus se transforma em uma nova pintura depois que o mecânico arranha a carroceria em pedaços. Uma fácil troca de óleo rapidamente resulta em desastre depois que um mecânico inexperiente perfura a lata de óleo, tornando-a completamente inútil.

Or, talvez um cliente receba uma conta com uma lista de serviços de uma milha de comprimento – incluindo alguns que nunca quis ou esperou.

Situações como estas podem resultar em extrema tensão financeira, perda, ou até mesmo ferimentos para um cliente insuspeito. É exatamente por isso que as leis de consumo permitem que indivíduos processem um mecânico se acreditarem que o serviço prestado foi negligente de alguma forma.

O seu escritório local do County Clerk pode ajudá-lo a entrar com uma ação judicial e marcar uma data no tribunal para fazer o seu caso diante de um juiz. Entretanto, as informações abaixo o ajudarão a entender as razões mais comuns pelas quais os consumidores processam mecânicos.

Sem Estimativa (ou Falsa Estimativa)

No estado da Califórnia, os mecânicos devem lhe fornecer uma estimativa precisa e atualizada de todos os serviços prestados antes de começarem a trabalhar no seu carro. Além disso, os orçamentos são rigorosamente regulamentados no sentido de que devem conter determinadas informações. Isto normalmente inclui uma lista completa de todos os serviços a serem prestados, peças utilizadas e custos associados à reparação.

Você deve concordar com o orçamento antes que o mecânico possa oficialmente começar a trabalhar no seu carro. Se você recusar ou solicitar uma revisão, a oficina não pode simplesmente começar a fazer o trabalho e tentar forçá-lo a pagar a conta de qualquer forma mais tarde.

Regras para alterações a um orçamento também existem. Por exemplo, se um mecânico inicia uma simples inspecção do veículo, mas encontra uma correia do alternador parcialmente partida pelo caminho, não pode simplesmente substituir a correia e cobrar-lhe por ela mais tarde. Eles precisam entrar em contato com você, criar um novo orçamento e obter sua aprovação para o novo custo atribuído primeiro.

O maior problema com os ajustes do orçamento é o fato de que a forma de aprovação pode parecer um pouco obscura. Algumas lojas telefonam aos clientes e fazem com que eles concordem verbalmente com as alterações. Isto deixa muito espaço para interpretações e manipulações erradas. Em vez disso, você deve sempre obter alterações por escrito.

Improper Mechanic’s Lien

Existem algumas situações em que uma oficina mecânica pode ser capaz de colocar um penhor sobre o seu veículo (referido como um “penhor do mecânico”). Essencialmente, um penhor válido concede à oficina o direito de penhorar o seu veículo como pagamento contra uma dívida. Mas isto é muito mais complicado do que apenas dizer: “Vou ficar com o seu carro até ser pago”

Primeiro, saiba que a maioria das lojas e mecânicos individuais consideram esta opção como um último recurso absoluto. Eles só recorrem a ela quando todas as outras exigências de pagamento estão esgotadas. Se um mecânico está constantemente a ameaçá-lo com um ou dois dias de atraso num pagamento, considere isto uma bandeira vermelha.

Segundo, nem todos os mecânicos podem colocar uma garantia legal. Empreiteiros sem licença, por exemplo (mecânicos amadores) não podem colocar um penhor por quantias maiores que $500; simplesmente não há jurisdição legal para que isto seja permitido. Eles ainda podem, no entanto, processá-lo no tribunal civil sem um penhor.

Um penhor também não é necessariamente válido só porque você ainda não pagou ao seu mecânico a quantia total devida. Os mecânicos devem cumprir determinados prazos e incluir informações específicas para criar um penhor válido. Se eles negligenciarem o cumprimento de qualquer uma das seguintes orientações, o penhor em si pode ser considerado legalmente inválido.

  • Notificação Preliminar – O mecânico deve notificá-lo da sua intenção de colocar um penhor sobre o seu veículo num prazo não superior a 20 dias após o serviço prestado. Pode incluir apenas serviços, peças e taxas associadas que foram incorridas dentro deste período de 20 dias (não antes ou depois).
  • Aviso de Licença de Mecânico – O próximo passo é arquivar um Aviso de Licença de Mecânico. Isso deve incluir uma lista completa de serviços, peças e mão-de-obra, informações de contato para ambas as partes (incluindo o endereço físico da loja), e uma Declaração de Comprovação de Serviço. Além disso, ela deve ser apresentada e fornecida dentro de 90 dias da data original do serviço.
  • Perda de LIEN – Após ter sido notificado, o mecânico deve apresentar uma ação judicial no tribunal civil dentro de 90 dias. Isso lhes dá a oportunidade de buscar a aprovação do tribunal para executar (finalizar) a execução da hipoteca. Se eles não seguirem o processo ou não comparecerem ao tribunal, o juiz pode declarar a hipoteca inválida.

Se uma hipoteca for considerada inválida, você tem o direito de processar a oficina do mecânico para obter uma compensação. Isto pode ser na forma de dinheiro ou simplesmente como a devolução do veículo no qual colocaram a garantia.

Abtenção de Garantia

Nem todos os mecânicos são aprovados pelos fabricantes de automóveis para trabalharem nos seus veículos. Isto é importante porque um mecânico pode inadvertidamente anular a garantia de um veículo novo quando lhe prestam serviço. Por exemplo, se tiver um mecânico amador a reparar a sua transmissão, e esta falhar mais tarde, o fabricante pode recusar-se a honrar a sua garantia como resultado directo, deixando-o a pagar do bolso.

Por outro lado, se um mecânico concordar em garantir os seus serviços, mas mais tarde se recusar a honrar a garantia, você também tem direitos sobre a mesma. Você pode processá-los por compensação ou forçá-los a honrar a garantia (que é considerada um contrato legal).

Poor Workmanship

Shoddy work is not just annoying – it’s a good reason to sue, too. Isto é especialmente verdade quando um mau trabalho resulta em lesões ou danos a si ou a terceiros (por exemplo, um acidente de viação). Um mecânico amador que conserta sua linha de freio pode ser culpado se a linha falhar mais tarde enquanto dirigindo devido à sua própria incompetência.

No entanto, um serviço imperfeito não é necessariamente um mau acabamento. Há situações em que podem surgir problemas (tais como uma porca com a porca partida ao trocar um pneu) que podem ser inadvertidos, acidentais ou mesmo causados por influências externas. O que deve ser perguntado é se o trabalho correspondeu a expectativas razoáveis. Por exemplo, uma oficina mecânica que instala a peça errada é obviamente incompetente.

Note que um mau trabalho que resulta em acidentes pode qualificá-lo para processar não só o veículo ou o próprio trabalho, mas também os danos pessoais.

Fraude, Enganos e Engano

Note que houve situações em que os mecânicos e outros prestadores de serviços tentaram defraudar ou enganar os clientes. Isto inclui abuso do processo de penhora numa tentativa de extorquir dinheiro aos clientes, inflacionar injustamente contas, mentir sobre serviços, fazer contas com taxas imaginárias, ou mesmo cobrar por serviços que nunca realmente prestaram.

Um dos esquemas mais comuns envolve cobrar aos clientes por peças novas ou de marca quando, na realidade, o mecânico pegou a peça em segunda mão de um ferro-velho. Se você não estiver ciente o suficiente para reconhecer a diferença, isso pode voar por baixo do radar até que a peça se quebre e você perceba que foi enganado.

Não importa qual o método exato, fraude e práticas comerciais enganosas são quase sempre um motivo para processar. Contudo, você deve ter provas – e isso pode ser difícil de encontrar. Um advogado pode ajudá-lo a investigar.

Pode processar um mecânico por levar muito tempo?

Talvez – mas isto pode ser extremamente difícil de determinar por si próprio. O problema está em determinar a definição exacta de “demasiado longo”

Alguns veículos são difíceis de reparar, seja porque são extremamente complexos de trabalhar ou porque é difícil encontrar peças para eles. Raramente, pode até levar meses para encontrar uma peça; este é muitas vezes o caso de antiguidades mais antigas. O revendedor deve, no entanto, mantê-lo informado sobre a situação e estabelecer expectativas razoáveis com antecedência.

Por outro lado, alguns mecânicos adiam os reparos por outras razões menos necessárias, como procrastinação, preguiça ou falta de recursos (por exemplo, não podem comprar peças). Um concessionário que mantém o seu carro no estacionamento por um mês ou mais sem concluir os reparos, e não pode lhe dar uma boa razão pela qual está prestando um mau serviço.

Adicionalmente, é importante notar que uma violação de qualquer coisa descrita no seu contrato original é, de fato, uma razão para processar. Um mecânico que promete terminar dentro de um mês, mas termina no terceiro mês, é considerado negligente por quebra de contrato.

Por último, você deve ter sofrido algum tipo de dano ou perda como resultado de estar sem o seu veículo. Por exemplo, se você perder o seu emprego por falta de transporte, você pode ter um caso. Se você não for capaz de socializar no fim de semana, e essa é sua única preocupação, você provavelmente não tem motivo para processar.

Agora que você sabe como processar uma oficina mecânica, você pode dar o próximo passo para resolver sua situação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.