Articles

Chad

A bandeira do Chade é um tricolor vertical constituído (da esquerda para a direita) por uma coluna azul, uma coluna dourada e uma coluna vermelha. Estas foram destinadas a ser uma combinação das cores do azul, branco e vermelho como visto na bandeira da França com as cores pan-africanas de verde, amarelo e vermelho.

A bandeira foi adoptada pela lei n.º 59/13 para a república autónoma e mantida na independência em 1960, e na constituição de 1962. Apesar de muitas convulsões políticas no Chade desde a independência, a bandeira não foi mudada. Isto pode ser porque a bandeira não está associada a nenhum dos principais rivais de poder dentro do Chade, que não tinha sentido de identidade nacional antes da independência, e pouco depois da independência.

Simbolismo

A Constituição de 16 de Abril de 1962 afirmava o:
“O emblema nacional é a bandeira tricolor, azul, dourada e vermelha em bandas verticais.”
Esta bandeira foi evidentemente inspirada pela bandeira tricolor francesa e pelas cores pan-africanas, que foram alteradas (azul em vez de verde) para evitar confusão com as bandeiras dos países vizinhos.
-Símbolo oficial das cores é:
– Azul: céu, esperança, agricultura e o sul do país (águas);
– Amarelo: sol, norte do país (deserto);
– Vermelho: progresso, unidade, sacrifício.

Similaridade com a bandeira romena

A bandeira do Chade é quase idêntica à bandeira romena, mas com uma tonalidade mais escura de azul. Durante a sua era comunista da segunda metade do século XX, a bandeira da Roménia apresentava uma insígnia no meio da bandeira em cima do tricolor. Mas em 1989, o governo comunista foi derrubado e a insígnia foi retirada, revertendo a bandeira da Romênia para a versão anterior, que correspondia à que havia sido adotada pelo Chade nesse meio tempo.

A questão da Romênia e do Chade compartilhando bandeiras semelhantes preocupou o governo chadiano na ocasião, solicitando em 2004 que as Nações Unidas a considerassem um problema. Em resposta, o presidente romeno Ion Iliescu declarou à mídia: “O tricolor nos pertence. Não vamos desistir do tricolor”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.